Está programada para 30 de outubro –sem o presidente Jair Bolsonaro, que ainda estará no exterior—a cerimônia de entrega ao Senado de projetos de lei e de emendas à Constituição que vão tratar de pacto federativo e de reforma administrativa.Paulo Guedes vai pessoalmente ao gabinete do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Rodrigo Maia (DEM-RJ), chefe da Câmara, também estará presente, numa demonstração de coesão das duas Casas do Congresso.

Assim como no caso da reforma da Previdência, depois de entregues os projetos, o ministros e seus secretários farão uma longa exposição dos textos que serão analisados pelo Senado e responderão a perguntas da mídia.

AVANÇO LIBERAL
“O PIB do Estado vai diminuir. O PIB do setor privado vai crescer. Quem vai criar os empregos é o dinheiro privado”, diz Paulo Guedes. O ministro fala sobre a criação de culturas no Brasil e sobre a dificuldade de romper a narrativa dos sociais-democratas e dirigentes políticos de esquerda que comandaram o Brasil nas últimas décadas.